Bebidas Saúde & Qualidade de Vida

3 benefícios do vinho comprovados cientificamente

Compartilhe

3 benefícios do vinho comprovados cientificamente - 3 benefícios do vinho comprovados cientificamente

 

3 benefícios do vinho comprovados cientificamente

 

Até hoje o vinho é alvo de estudos, e não restam dúvidas da satisfação de seus apreciadores ao consumi-lo. Sempre gostei de vinho, mas quando comecei a estudá-lo pude desfrutar muito mais do que ele tem a oferecer, tanto no paladar quanto para a saúde.

Atualmente temos algumas comprovações científicas sobre os benefícios do vinho, porém, mais importante do que a teoria, é poder notar na prática os seus benefícios. Não posso generalizar, mas posso particularmente dizer que no dia-a-dia do meu consultório os pacientes que apresentam os melhores marcadores bioquímicos relacionados às questões cardiovasculares são consumidores regulares do vinho – com parcimônia, lógico.

Apesar de saber e acreditar nisso tudo, destaco abaixo o que temos comprovado na literatura hoje:

  • Propriedades anti-inflamatórias

Lembrem-se: doenças inflamatórias comandam a maioria das alterações hoje em dia, doenças auto-imunes, doença inflamatória intestinal, obesidade e por aí vai.

  • Propriedades antioxidantes

Função esta que pode evitar a proliferação de células cancerígenas além de evitar o envelhecimento precoce.

  • Protetor contra doenças neurodegenerativas

Distúrbios neurodegenerativos, acompanhados de déficits cognitivos graves, são fatais na maioria da vezes, além de um fardo econômico para o sistema de saúde. O envelhecimento é o principal fator de risco para distúrbios neurodegenerativos na doença de Alzheimer, doença de Parkinson e doença de Huntington. As intervenções nutricionais envolvendo polifenóis vieram para reduzir os distúrbios de saúde relacionados principalmente à idade. A Quercetina, flavonóide presente no vinho, ajuda a saúde do cérebro em muitos aspectos, incluindo a melhora na produção cognitiva.

É lógico que o consumo exacerbado pode reverter todos esses benefícios.

A quantidade que eu costumo tolerar pode variar de acordo com cada paciente, mas não costuma ultrapassar 200ml ao dia.

Eu, particularmente, consumo 150ml de vinho seco aproximadamente de 3 a 5 vezes por semana.

Não recomendo o consumo de vinho suave, assim como não recomendo o consumo de açúcar ou outros alimentos com carga glicêmica alta.

Praticar atividade física regular, manter hábitos saudáveis e poder apreciar um bom vinho, além de ter saúde, para mim é sinônimo de qualidade de vida! Tim-tim!

Esse texto é de autoria de Luana Martins, nutricionista, especialista em nutrição esportiva e clínica, corredora e amante dos esportes e de uma vida saudável e equilibrada (e enófila , é claro!!) @nutricionistaluana.

Dicas de Vinho e Chocolate

Harmonização Vinho e Fondue

SQUAD Magazine
contato@squadmag.com.br
Somos um canal de conteúdo, que tem por objetivo reunir gente bacana, antenada e com sede de informação inteligente, rápida e de qualidade. Moda, lifestyle, gastronomia, saúde, viagens, vinhos, qualidade de vida e muitos outros assuntos vão estar por aqui.
Deixe seu comentário
Comente via facebook
Voltar ao topo