Entretenimento

Só depende do que você vê.

Compartilhe

foto01jujacynthoexposição

(Foto premiada, segundo lugar, categoria blanco y negro, BAMF – Buenos Aires Mobil Festival 2015)

Estamos em 2017. Foi-se o tempo em que o que definia a linguagem artística era a ferramenta escolhida para produzir a sua arte: o domínio sobre a técnica pictórica e a tridimensionalidade em superfície plana do Renascentismo; a técnica de utilização de pontos coloridos justapostos dos impressionistas desprezando o traço e criando novas figuras representadas diante do nossos olhos. Estamos em 2017: era de tecnologia, smartphones, imagens produzidas demais e tão facilmente propagadas, tudo ali, ao alcance da mão. Se nos séculos passados a representação ficava a cargo somente da pintura, hoje a fotografia é a linguagem de simulação da realidade mais democrática, e por que não dizer até democrática demais: todos fotografamos, o tempo todo, a toda hora, em qualquer lugar.

E se todos fotografamos o tempo todo, a toda hora, em qualquer lugar é por uma razão muito clara: o acesso amplo às plataformas móveis, assim chamados os smartphones e tablets. É possível gerar imagens e conteúdo de qualidade com celulares e tablets hoje. Há películas premiadas filmadas inteirinhas com celulares[1]. Anúncios publicitários de marcas estabelecidas e conceituadas no mercado[2] também. Há concursos de fotografias especializados tão somente em produção mobile[3], em que uma imagem captada com DSLR não entra. E revistas especializadas nesse nicho de captação de imagens:[4] tá tudo aí mão, é só estender o braço e experimentar.

Antes de estender o braço, porém, vem cá: olhe em volta. Sim, olhe em volta: uma cadeira no canto, uma cama desarrumada, a borra de café na xícara usada minutos atrás. Os pés da sua mulher descansam no sofá da sala, enquanto o seu cão te encara desconfiado? Sua irmã veio visitar e trouxe a receita de bolo de banana da sua tia favorita que mora no interior de Goiás e cara, que cheiro maravilhoso é esse que se espalhou diretamente do forno pela casa inteira?

foto02jujacynthoexposição

(Foto Exposição 2016 na Vila Madalena, realizada pelo Estúdio Madalena e Construtora Idea Zarvos)

O que isso tudo tem a ver com a fotografia mobile que conversávamos minutos atrás?

“Pintor universal é aquele que pinta bem o seu quintal”, disse um dia saudoso maestro Tom Jobim. Antes de pegar o seu smartphone e sair fotografando por aí, olhe em volta: quem conta um conto do seu entorno potencializa o seu discurso. Num mundo em que a profusão de imagens cega a gente, nada mais original, aconchegante e verdadeiro que contar em imagens os detalhes da nossa própria história – pra gente, pra nossa família, pros nossos amigos, pra vida.

Olhe em volta e registre tudo aquilo que você vê e deseja congelar nem que seja por um segundo na memória. Fotografe. As câmeras da maioria dos celulares hoje tem recursos suficientes para um captura adequada. Há aplicativos inclusive que conversam com a câmera do seu smartphone e permitem um sem número de combinações de filtros que simulam filmes analógicos[5].

Uma vez feita a foto, começa a pós-produção e a diversão: debruce-se sobre uma infinidade de aplicativos que estão aí, à disposição, para dar vide personalidade ao seu registro. O meu preferido é o Snapseed*: mexa nas altas e baixas luzes (realces e sombras), mexa no contraste. Teste o seu gosto. Use preto e branco, dê a carga dramática à imagem que reflita o seu propósito quando fez aquele registro. Faça, desfaça. Ouse. Coloque emoção no seu dedo: e, de repente, você terá criado um registro único sobre um tema que só você conhece bem o significado: o mundo a sua volta.

RitoserituaisJujacyntho

(Foto Exposição Ritos e Rituais Convocatória do Festival de Tiradentes, 2016)

E por fim: distribua. Life’s for sharing. A vida é para ser compartilhada! Eu quero ver a beleza dos seus dias pescada numa fração de segundo qualquer pelos seus olhos, seu espírito e seu coração. E só poderei ver isso tudo se você me mostrar. As redes sociais estão aí para isso, para mostrar coisa bonita da vida. Fotografe, produza, compartilhe e expresse a sua verdade. Depois disso tudo, quem é que ousará dizer que rede social é pura perda de tempo se é ali – também – que a gente troca gentileza e se alimenta de vida de verdade? Estamos em 2017. E se você ainda não tinha percebido, essa é uma das funções da fotografia mobile difundida nas redes sociais: mostrar para o outro o seu olhar generoso sobre o seu mundo, fazendo o seu olhar virar de todos nós também, fazendo a roda de coisa boa e energia positiva girar, e girar, e girar. Feliz ano novo. Fotografe. E vem mostrar pra gente.

Jujacynthofoto

*Texto de autoria de Juliana Jacyntho, Ju é fotógrafa, vive e trabalha em São Paulo. É entusiasta da fotografia mobile por um motivo bem simples: alcançar um sem número de pessoas através das imagens captadas, tratadas e compartilhadas através de plataformas móveis, em tempo real. Teve alguns de sues trabalhos realizados com plataformas móveis premiados em Columbus, Ohio, US (Columbus Museum of Art); Buenos Aires, Argentina (Universidad Catolica da Argentina) e São Paulo (Museu da Imagem e do Som). Para saber mais: site www.julianajacyntho.com e Instagram: @julianajacyntho

Jujacynthoexposição

(Foto da Exposição em Ohio)

[1] Tangerine (2015), premiado no Sundance Festival;

[2] Anúncio da Bentley filmado integralmente com Iphone – https://youtu.be/lyYhM0XIIwU

[3] MobilePhotoNow – Columbus Museum, Ohio, 2015; MIRA Mobile Prize (Portugal); MPA – Mobile Photography Awards (US); FLAMOB (Brasil, Latinoamerica). O FLAMOB é organizado pela Mobgraphia, iniciativa dos fotógrafos Cadu Lemos e Ricardo Rojas, pioneiros na divulgação de fotografia e produção de conteúdo mobile no Brasil. Visite: www.mobgraphia.com

[4] Shootermag; Shootermag Brasil; LooseMAG; NoMirrorMag.

[5] Há os apaixonados pela Hipstamatic: http://hipstamatic.com/camera/

 

SQUAD Magazine
contato@squadmag.com.br
Somos um canal de conteúdo, que tem por objetivo reunir gente bacana, antenada e com sede de informação inteligente, rápida e de qualidade. Moda, lifestyle, gastronomia, saúde, viagens, vinhos, qualidade de vida e muitos outros assuntos vão estar por aqui.
Deixe seu comentário
Comente via facebook
Voltar ao topo